Notícias

Avanços nos três projetos de I+D de Extraco selecionados em ConectaPeme 2018

Os três projetos de I+D de Extraco selecionados no concurso Conectapeme 2018, “Alfiller”, “Topacio” e “Geo4Radón”, avançam de forma positiva segundo o planejamento previsto, a ponto de finalizar a segunda anualidade dos mesmos.

No primeiro deles, o projeto “Alfiller: Valorização do filler de recuperação de plantas asfálticas para o desenvolvimento de eco-produtos de base cimento” (Expte. IN852A 2018/39), completaram-se as tarefas de caracterização física, mecânica e química do filler de rejeição da planta de fabricação de material betuminoso de Extraco. Desenvolveram-se também as dosagens de morteiros de alvenaria e revestimento e dos betões tipo grout. De maneira paralela, a equipa de investigação está a realizar as análises de ciclo de vida e impressão de carbono dos novos produtos desenhados, cujo centro tecnológico é o Grupo de Construção (gCONS) da ETS Engenheiros de Caminhos da Universidade da Corunha (UDC), que dirigem os professores Belén González Fonteboa e Fernando Martínez Abella (pesquisadores principais).

Fig. Ensaios de betões desenhados em “Alfiller”

 

O projeto “Topacio: Tecnologias de Otimização da gestão de infraestruturas para a prevenção de incêndios florestais” (Expte. IN852A 2018/37) avançou na precisão dos sistemas de aquisição de dados de campo, com tecnologias LiDAR e com drones, em diferentes cenários reais, como a Autoestrada Ourense-Celanova (AG-31) e o parque natural da Baixa Limia – Serra do Xurés. Colocaram-se estações meteorológicas complementares para estabelecer os algoritmos que definam os índices de incêndio nas zonas estudadas, e também estão a desenvolver-se inovadores sistemas para o processamento de dados e análise da informação reunida, bem como novas arquiteturas de software para um processado mais efetivo, incluindo uma aplicação tipo “sensor cidadão”. Para o desenvolvimento deste projeto, Extraco conta com a colaboração do Grupo de Geotecnologías Aplicadas (GEOTECH) da Universidade de Vigo (UVigo) e o Centro de Investigação Florestal de Lourizán, integrado na Axencia Galega da Calidade Alimentaria (AGACAL)-Xunta de Galicia, coordenados pelo professor Higinio González Jorge.

Fig. UAV (dron) empregado nas medições realizadas na
Autoestrada Ourense-Celanova para o projeto “Topacio”.

 

Finalmente, no projeto “Geo4Radón: Predição e melhoria dos sistemas de climatização geotérmica e análises da influência das sondagens na difusão do gás radônio” (Expte. IN852A 2018/38) fizeram-se avanços muito significativos, como a execução e instrumentação dos campos de captação geotérmica previstos nas instalações centrais de Extraco em Ourense, sob a direção do professor José Fernández Seara, do Grupo de Engenharia Mecânica, Máquinas e Motores Térmicos e Fluídos da Universidade de Vigo (UVigo).

Estes três projetos estão cofinanciados pela Axencia Galega de Inovação (GAIN) – Consellería de Economia, Emprego e Industria da Xunta de Galicia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Fig. Fig. Trabalhos de prospecção de poços de geotermia do projeto Geo4radón
nas instalações centrais de Extraco em Ourense.
Voltar