Notícias

Apresentados em universidades galegas vários projetos de I+D+i liderados por Extraco

Extraco participou durante as últimas semanas em atos públicos de difusão em várias universidades galegas dos resultados preliminares de três projetos de I+D+i liderados pela empresa: Alfiller, Topacio e Geo4Radón. Estas três investigações foram selecionadas na convocação competitiva Conectapeme 2018 para ser co-financiadas pela Axencia Galega de Inovação – GAIN, da Conselheria de Economia, Emprego e Indústria de Xunta de Galicia no triênio 2018-2020, através de Fundos FEDER.

Os resultados de 2019 de ”ALFILLER: Valorização do filler de recuperação de plantas betuminosas para o desenvolvimento de eco-produtos de base cimento, (Ref. IN852A 2018/39), apresentaram-se o 18 de novembro na E.T.S. de Engenheiros de Caminhos, Canais e Portos da Universidade da Corunha (UDC). Neste ato mostraram-se os trabalhos de caracterização física, química e mecânica do filler de rejeição procedente das plantas de betume de Extraco (já finalizados), bem como os resultados obtidos relativos ao desenvolvimento de novos morteiros de alvenaria, revestimento e betões de recheo para blocos pré-fabricados. Na apresentação participaram investigadores do Grupo de Construção (gCONS) da UDC e representantes do consórcio de empresas que desenvolvem o projeto, junto da Extraco: Prefhorvisa Outeiro, Galaicontrol e Renga Enerxía.

Pola sua parte, o ato de difusão de resultados de 2019 do projeto “TOPACIO: Tecnologias de Otimização da gestão de infraestruturas para a prevenção de incêndios florestais”, (Ref. IN852A 2018/37), teve lugar o 28 de novembro no Edifício Campus da Água de Ourense, num encontro no que participaram representantes das empresas que desenvolvem o projeto (Extraco, Aeromedia, Conexiona Telecom e San2), dos grupos de investigação GEOTECH e GTE da Universidade de Vigo (UVigo) e do Centro de Investigação Florestal de Lourizán. Além de mostrar os resultados de monitorização realizados a escala real na Autroestrada Ourense-Celanova (AG-53) e em Lobios (Parque Natural do Xurés), analisaram-se os algoritmos de cálculo desenvolvidos para o controlo da vegetação em infraestruturas, a partir de inspeções realizadas com LiDAR, drones (aviões [...] não tripulados) e imagens satelitais.

Finalmente, o projeto “GEO4RADÓN: Predição e melhoria dos sistemas de climatização geotérmica e análises da influência das sondagens na difusão do gás radônio” (Ref. IN852A 2018/38), deu a conhecer o seu balanço do 2019  o passado 17 de dezembro na E.T.S. de Engenheiros Industriais de Vigo. Junto do investigador principal do projeto, o professor José Fernández Seara, catedrático do Departamento de Engenharia Mecânica, Máquinas, Motores Térmicos e Fluídos da UVigo, participaram técnicos das cinco empresas que o desenvolvem com Extraco: Megodeza, Conexiona, Galaicontrol e Renga Enerxía. Depois de resumir os avanços alcançados na construção dos campos de captação de energia geotérmica, desenho de sistemas de controlo e medidas preliminares para detecção de gás radônio realizadas nos escritórios centrais de Extraco em Ourense, os assistentes visitaram o banco de ensaios da UVigo, onde se está a provar a bomba de calor de altas prestações desenhada no projeto. A previsão é que ao longo do primeiro trimestre de 2020 se instale esta bomba no inovador sistema de climatização que está em fase de construção.

Voltar